jujubas sem culpa

things,things,things

Arquivo para a tag “Politica”

Mulheres do Irã : parte II

 

ativista pelos direitos da mulheres : Teerã
ativista pelos direitos da mulheres : Teerã

09/03/2006  : Nazanin

 Uma adolescente iraniana de 17 anos conhecida apenas como Nazanin lutou contra dois homens que tentaram violentá-la, e agora é acusada de ter esfaqueado mortalmente um deles. Em janeiro, quase dois anos depois dos fatos, um tribunal de Teerã a condenou à morte. Nazanin é uma das 19 mulheres que esperam para ser executadas no Irã, segundo os dados disponíveis, disse Elisabetta Zamparutti, presidente da Hands Off Cain (Tire as mãos de Cain), uma organização com sede em Roma que trabalha para abolir a pena capital em todo o mundo. 

24/09/2007 : Pegah   

Em evento na Universidade Columbia, Nova York, transmitido  pela  CNN, Ahmadinejad insistia em falar sobre os direitos das mulheres, em vez dos homossexuais. Diante da insistência da pessoa que o questionava, o presidente  do Irã  hesitou alguns segundos e negou a existência deste tipo de orientação sexual no Irã. Em seu país, a homossexualidade é crime e pode levar alguém à prisão.  Em agosto, as atenções da mídia se voltaram para o caso da lésbica iraniana Pegah Emambakhsh, 40, que corria o risco de ser deportada pelo Reino Unido e temia ser apedrejada ao voltar para seu país. Ela se refugiou no Reino Unido em 2005 após sua parceira ser detida, torturada e apedrejada no Irã. Países europeus como a Itália ofereceram asilo para a iraniana e a Anistia Internacional realizou uma campanha para que a iraniana não fosse devolvida a seu país natal. Em 11 de setembro, ela foi libertada do centro provisório de detenção de imigrantes ilegais e aguarda atualmente receber os papéis de asilo de refugiadas, que as autoridades britânicas acabaram lhe cedendo.

Com France Presse, Ansa e “CNN”

Anúncios

Mulheres do Irã parte I

Mulheres do Irã : Neda

 a estudante Neda , 26 anos , morta com um tiro no rosto durante protesto em Teerãa estudante Neda , 26 anos , morta com um tiro no rosto durante protesto em Teerãa estudante Neda , 26 anos , morta com um tiro no rosto durante protesto em Teerãa estudante Neda , 26 anos , morta com um tiro no rosto durante protesto em Teerãa estudante Neda , 26 anos , morta com um tiro no rosto durante protesto em Teerãa estudante Neda , 26 anos , morta com um tiro no rosto durante protesto em Teerã  

20 de junho de 2009 : o fato    

Neda, uma estudante  26 anos, foi baleada no dia 20 de junho quando simpatizantes do candidato derrotado Mirhossein Mousavi entraram em confronto com a polícia e com integrantes da milícia Basji em Teerã. As imagens da morte dela foram amplamente divulgadas na Internet. A mídia estatal  culpa os “terroristas” e os “vândalos” pela violência. Mousavi afirma que a eleição foi fraudada para beneficiar Ahmadinejad e pede a anulação do pleito. As autoridades rejeitam a acusação  

28 de junho de 2009 : Revolta do Xador- protesto contra a morte da ativista Neda 

Manifestantes iranianas vestem verde, a cor da oposição: a luta é também pela igualdade de direitos para as mulheresOs protestos no Irã ganharam um rosto: o de Neda Agha Soltan, a bela iraniana assassinada por um bassiji, membro da milícia islâmica ligada ao presidente Mahmoud Ahmadinejad.Vestida de jeans e com os cabelos cobertos, como manda a lei da república islâmica, a jovem estudante de filosofia de 26 anos levou um tiro no peito, disparado à queima-roupa. Em poucos segundos, seu rosto estava coberto pelo sangue que jorrou da boca e do nariz. “Pressionei a ferida para tentar estancar o sangramento, mas não consegui. Ela morreu em menos de um minuto”, disse o médico que tentou socorrê-la no local.A morte de Neda foi registrada em vídeo por celular. Colocadas na internet, as imagens circularam no globo, expondo o horror nas ruas de Teerã. “Qualquer um que tenha assistido a esse vídeo percebe que há algo fundamentalmente injusto ali”, disse o presidente americano, Barack Obama.Para evitar que o funeral se tornasse o epicentro de uma rebelião, o governo iraniano providenciou o enterro de Neda às pressas e proibiu sua família de falar com a imprensa.

fontes :G1, BBC, UOL

Onde fica o Maranhão ?

FALTOU O MARANHÃO NESSE MAPA …..fonte :Descyclopedia

 Onde fica o Maranhão ?

O Maranhão fica no Brasil ?! Seja bem Vindo:

– Para entrar ou sair da cidade, atravesse a Ponte José Sarney, pegue  a Avenida José Sarney, vá até a Rodoviária Kiola Sarney. Lá, se quiser, pegue um ônibus caindo aos pedaços, ande algumas horas pelas ‘maravilhosas’ rodovias maranhenses e aporte no município José   Sarney.

Para nascer, Maternidade Marly Sarney;
– Para morar, escolha uma das vilas: Sarney, Sarney Filho, Kiola  Sarney ou, Roseana Sarney;- Para estudar, há as seguintes opções de escolas: Sarney Neto ,  Roseana Sarney, Fernando Sarney, Marly Sarney e José Sarney;- Para pesquisar, apanhe um táxi no Posto de Saúde Marly Sarney e vá  até a Biblioteca José Sarney, que fica na maior universidade  particular do Estado do Maranhão, que o povo jura que pertence a um  tal de José Sarney;

– Para inteirar-se das notícias, leia o jornal O Estado do Maranhão, ou ligue a TV na TV Mirante, ou, se preferir ouvir rádio, sintonize  as Rádios Mirante AM e FM, todas do tal José Sarney. Se estiver no interior do Estado ligue para uma das 35 emissoras de rádio ou 13  repetidoras da TV Mirante, todas do mesmo proprietário, do tal José Sarney;
– Para saber sobre as contas públicas, vá ao Tribunal de Contas Roseana Murad Sarney (recém batizado com esse nome, coisa proibida pela Constituição, lei que no Estado do Maranhão não tem nenhum valor);
Não gostou de nada disso? Então quer reclamar? Vá, então, ao Fórum José Sarney, procure a Sala de Imprensa Marly Sarney, informe-se e dirija-se à Sala de Defensoria Pública Kiola Sarney…
Seria cômico se não fosse tão triste…..

Infelizmente, o texto é verdadeiro…
Se depois de tudo isso achar que deve continuar à reclamar, vai ao Senado, e reclama
para o José Sarney!!!!!  ( texto recebido por email , de autor não identificado. foi passando , passando,repassando até chegar em mim) 

País de palhaços.

 

Navegação de Posts

%d blogueiros gostam disto: